Tchau, cateter! Home Care…

Felizmente o Dr. João conseguiu realizar minha cirurgia no domingo cedo e retirou o cateter. Naquele mesmo dia me senti melhor, meu coração voltou a bater compassadamente e parei de sentir aquele desconforto que estava sentindo. O cansaço e a fadiga diminuíram, gradativamente. Fiquei internada até segunda-feira e depois vim para minha casa (antes passamos no Cettro para que as enfermeiras de lá fizessem um novo acesso no meu braço, visto que o que foi feito no Hospital já não estava bom. Lá no Cettro as enfermeiras têm mãos de fada). Graças a Deus!! A cada dia que eu ficava internada era um dia a mais de agonia, angústia e ansiedade. Agora estou recebendo atendimento domiciliar (Home Care), os enfermeiros de uma empresa veem até a minha casa duas vezes por dia e ministram a medicação que eu preciso. Considero bem melhor, pois estou no conforto do meu lar, longe do hospital e do risco de possíveis infecções hospitalares.

Ainda estou me recuperando da retirada do cateter, dói um pouco no local. Na verdade, é bem mais incômodo o pós-cirúrgico da retirada do cateter do que para colocá-lo. Sinto o local bem dolorido, além do mais, fazer qualquer tipo de esforço é complicado. Por enquanto, até terminar de tomar o antibiótico, estou de repouso em casa, não posso mesmo sair e também não estou recebendo visitas.

Nos dias que estive internada me vi totalmente dependente da minha mãe, ela me ajudava a tomar banho e, inclusive, colocou comida na minha boca porque eu estava bastante cansada. Nunca me imaginei numa situação dessas, mas agora estou bem melhor.

Agora quero terminar logo esse antibiótico, me ver livre desse acesso e voltar à minha rotina, ou seja, a rotina das quimioterapias. Amanhã tenho consulta cedo e vamos ver se quando o Dr. João vai me deixar retornar à minha rotina.

IMG_8462
Parafernálias contra a infecção! 
IMG_8468
Acesso para a medicação, close nas unhas com esmalte natural kkk

Beijos,

Bel ❤️