Mastectomia e Pós-Cirúrgico

Fiz a mastectomia no dia 2 de fevereiro, e, desde então estou me recuperando em casa. Só tenho a agradecer aos meus médicos, o Dr. João Nunes e a Dra. Marcela Cammarota, pois eles e toda a equipe que os acompanham foram extremamente zelosos comigo. Também sou muito grata à minha madrinha que se dispôs a acompanhar e ficar ao meu lado dentro do centro cirúrgico do início ao fim do procedimento cirúrgico, isso me deixou muito, muito feliz.

Como sempre falo a verdade aqui no blog, me sinto na obrigação de dizer que não é nada fácil passar pela mastectomia. Muitas mulheres me disseram que não sentiram dor após a mastectomia e que essa fase era mais tranquila, mas não é não. Dói física e emocionalmente. Dói muito!!! Eu fiquei tranquila com as quimioterapias porque eu sei que unha cresce, cabelo cresce, a pele melhora depois, peso eu posso perder… Mas e as mamas que foram mutiladas? Tudo bem que já foi colocado silicone, mas é complicado…

Sei que o Dr. João e a Dra. Marcela, fizeram o máximo para que as cicatrizes fossem o menor possível, pois eles sabem que eu tenho 21 anos, que ainda estou no início da minha vida adulta e que tenho muita vaidade, por isso, me sinto privilegiada por poder ser paciente deles, entendo que o melhor foi feito. Embora todos tenham me dito que é um resultado bom, eu esperava o resultado de uma cirurgia estética, mas não é uma cirurgia estética nem de perto, foi a reconstrução da mutilação que o meu corpo sofreu. Tem sido muito duro, não é nada fácil para mim. Eu tenho muitas restrições e os meus movimentos estão bastante limitados.

Eu tinha um corpo antes disso tudo, e era um corpo que eu gostava. Hoje, eu tenho um corpo que estou aprendendo a conviver, pois ele foi mutilado. Não encontro outra palavra, pois a mastectomia não é nada menos que uma mutilação. É fato que eu nunca mais vou ter as mamas de antes e eu ainda estou digerindo isso. A angústia é grande, o medo também, pois eu me olho todos os dias e tenho medo de que não fique bonito, porque está achatado – isso, porque as próteses foram colocadas atrás do músculo peitoral, e a reação natural do músculo é a de ‘expulsar’ esse corpo estranho que são as próteses, mas elas irão se acomodar com o tempo -, estou com pontos e ainda está inchado… Além disso, com o esvaziamento da axila eu tenho restrições com o braço esquerdo pro resto da vida (e eu sou canhota!!!) para evitar linfedema.

A palavra que mais escuto é paciência, pois preciso me recuperar para a próxima cirurgia e para o resto do tratamento. Enquanto isso eu estou me recuperando em casa, tem sido um período muito delicado de total dependência da minha mãe, que tem me ajudado a tomar banho e nas demais tarefas diárias. Minha tia Rejane também tem me ajudado muito emocionalmente, pois sempre tem palavras de apoio e de compreensão. Preciso ficar de repouso, e como eu quero voltar a viver minha vida logo, estou seguindo todas as recomendações médicas e não estou recebendo visitas até me sentir bem de verdade.

16-02-2018-18-51-02
Foto: Sabrina Cavalcante
16-02-2018-18-59-07
Foto: Sabrina Cavalcante

 

Beijos,

Bel ❤️

 

12 comentários em “Mastectomia e Pós-Cirúrgico

  1. Me chamo Fernanda e tenho 31 anos, tenho 8 anos de casada e sem filhos. Descobri que estava com câncer de mama no dia 17/01/18, minha vida mudou completamente, fiz minha mastectomia com a plástica( coloquei em expansor) no dia 01/02, agora esperando a consulta com o oncologista. Não pense como uma mutilação, pense que Deus é maravilhoso e deu uma oportunidade pra vc viver e ter sua vida normal, fácil não é eu sei estou passando na pele, não consigo nem olhar a cirurgia no espelho, mas somos vitoriosas e somos muito fortes pra passar por isso. Pense que o tempo está passando tão rápido que vamos ter nossa vida de volta e esse aprendizado que estamos passando vai ser exemplo pra muita gente. Tem uma música que eu adoro escutar quando estou triste Sou um milagre, coloca no you tube e escuta ela, sinta que vc Tb é um milagre! Que Deus te abençoe.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi Fernanda!
      Tenho que discordar de você, pois a mastectomia nada menos é que a remoção da mama, então é uma mutilação que infelizmente a gente sofre. Mas nem por isso eu questiono ou culpo Deus, em momento algum isso passou pela minha cabeça, sei que Ele sabe de todas as coisas.
      A nossa vida não é normal e eu não tenho a minha vida normal, infelizmente o câncer é uma experiência que transforma as nossas vidas para sempre.
      Somos vitoriosas e fortes sim, super concordo com você, realmente não é fácil, mas é preciso ter resiliência, força e muita positividade! Desejo sua recuperação e a sua cura!
      Amém! Que Deus te abençoe também. Beijos!!

      Curtir

    2. Me chamo Daniele, tenho 34 anos, fui diagnosticada com câncer de mama em janeiro de 2018, estou na segunda quimioterapia, e essa segunda foi mais difícil que a primeira, tive muitos enjoos e mal estar, estou confiante, tento ser sempre alegre e positiva, meus cabelos já caíram, uso maquiagem, brincos para não ficar tão chocada, mas tem dias que não tem como a tristeza vem, me permito chorar, estou com medo da cirurgia, penso na mutilação que vou sofrer, vou seguindo um dia de cada vez, temos que ser gratos a Deus, que Deus me permita que eu possa ser curada, fique com Deus muita força para nós bjos 😘

      Curtir

  2. Olá Bel como vai? Ao ler seu texto parecia que vocês estava falando de mim.
    Tenho 33 anos agora no dia 17/01 fiz minha cirurgia também como a sua.
    Fiz uma mastectomia bilateral com colocao de protesse e esvaziamento axilar.
    Ao contrário de muitas mulheres sofri bastante no pós operatorio.
    Mas não só fisicamente mas emocionalmente também.
    Foi embora meu sonho estetico e muitos outros.
    Sei que muitos falam que devemos focar na saúde mas não é facil lidar com essa mutilação.
    Tudo que vc escreveu eu passei estou passando. Sinto meus músculos lutando para aceitar a próteses.
    Ainda estou com pontos e curativos.
    Desejo pra vc toda força e saúde
    Obrigada por compartilhar sua história.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi Bianca!
      Eu concordo com você, embora a gente tenha que se preocupar com a saúde, eu entendo quando você diz que se preocupa com a estética, não é fácil mesmo.
      É totalmente compreensível, afinal, somos jovens e temos vaidade!
      O tratamento todo para o câncer já é muito desgastante, e sinto que o ápice é a mastectomia, porque dói em todos os aspectos, mexe muito com a mulher.
      Desejo que você se recupere logo, e acredito que iremos nos adaptar e aceitar essa nova realidade.
      Beijos!!

      Curtir

  3. Boa noite Bel,
    Me chamo Jaquelma e tenho 41 anos.
    Sei que temos uma grande diferença de idade mas com muitos sentimentos em comum.
    Fiz mastectomia em setembro na mama esquerda, com a colocação da prótese expançora. Porém 10 dias depois tive uma grande complicação (hemorragia e edema pulmonar). Resultado, tive que ser submetida a outra cirurgia para conter a hemorragia, tirar a prótese. Fiquei 4 dias na UTI.
    Meus pós cirúrgicos foram bem doloridos.
    Tive/tenho ainda essa sensação de mutilação. E por mais que nos digam que é só estética e que a saúde é mais importante, nos dói ver essa nova realidade.
    Hoje, depois de alguns meses, ainda não terminei as quimios (comecei depois da cirurgia) estou bem melhor com meu corpo.
    Tive que aprender a viver, pois é o que tenho.
    E te digo mais, Deus é tão maravilhoso que nos dá toda a força que precisamos para passar por tudo isso.
    Bel eu escolhi uma coisa, desde o início do do meu tratamento, e me agarro com todas as forças que tenho: vou continuar sendo uma pessoa feliz!!! Sempre fui!! E não será esse tratamento que mudará minha essência.
    Os dias são difíceis, mas temos objetivos, vamos ser felizes.
    Um grande beijo e fica com Deus!
    @jaquelma

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi Jaquelma!! Obrigada por compartilhar sua história, eu te acompanho pelo Instagram, mas não sabia disso.
      É realmente uma batalha que a gente enfrenta. Cada mulher tem as suas próprias dores, barreiras, dificuldades e aprendizados adquiridos ao longo do tratamento. Você passou por uma barra, mas graças à Deus se recuperou desse susto e hoje está bem e dando continuidade ao tratamento.
      A gente aprende a se adaptar aos poucos com a nossa nova realidade, mas o mais importante mesmo é ter exatamente a postura que você escolheu ter: positivismo, ser feliz e ter a mesma essência!!
      Faço das suas palavras minhas “Os dias são difíceis, mas temos objetivos, vamos ser felizes.”
      Te desejo força para enfrentar o resto do tratamento, fica com Deus!
      Beijos!!

      Curtir

  4. Isabel;

    Fiz mastectomia radical bilateral, com reconstrução imediata em junho do ano passado. Foram colocadas próteses de 300ml. Digo a vc que nos primeiros meses a aparência não fica das melhores…mas a medida que o músculo vai se soltando e acomodando as próteses, vai ficando bem parecido com os seios naturais. Por alguns contratempos, não pude ser operada pela Dra Marcela, profissional cuja qual tive ótimas referências. Fui operada pela Dra Telma Ritter, que é um anjo na minha vida. Agora no final do mês irei trocar as próteses, por uma de 450 ml. É o máximo que dá pra colocar após a mastecto, e agora iremos trabalhar a parte estética da coisa. Posso lhe dizer que minhas mamas hoje estão tão bonitas quanto antes. Macias…soltas…bastante naturais. As cicatrizes nem de biquini aparecem. Tudo isso passa….. as limitações, marcas, cicatrizes ficam…mas o que são elas diante da oportunidade que tivemos de nos curarmos? Fácil, sabemos que não é….mas o pior, já passou.

    Curtir

  5. Isabel;

    Fiz mastectomia radical bilateral, com reconstrução imediata em junho do ano passado. Foram colocadas próteses de 300ml. Digo a vc que nos primeiros meses a aparência não fica das melhores…mas a medida que o músculo vai se soltando e acomodando as próteses, vai ficando bem parecido com os seios naturais. Por alguns contratempos, não pude ser operada pela Dra Marcela, profissional cuja qual tive ótimas referências. Fui operada pela Dra Telma Ritter, que é um anjo na minha vida. Agora no final do mês irei trocar as próteses, por uma de 450 ml. É o máximo que dá pra colocar após a mastecto, e agora iremos trabalhar a parte estética da coisa. Posso lhe dizer que minhas mamas hoje estão tão bonitas quanto antes. Macias…soltas…bastante naturais. As cicatrizes nem de biquini aparecem. Tudo isso passa….. as limitações, marcas, cicatrizes ficam…mas o que são elas diante da oportunidade que tivemos de nos curarmos? Fácil, sabemos que não é….mas o pior, já passou.

    Curtir

    1. 🙏🏽🙏🏽🙏🏽 O que temos que ter mesmo é ter paciência, não é? Bom, desejo uma boa recuperação p/ você que irá trocar as próteses. Quanta coragem!!! Eu não trocaria porque não me submeteria a esse processo tão doloroso e desgastante novamente (tem sido o pior momento na minha opinião), mas acredito que cada um pode fazer o que quiser para se sentir bem!! E quanto nossas marcas e cicatrizes… elas são um registro que o câncer nos deixou, são nossa história!! ❤️😘

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s