Convivendo com o Xeloda

O tempo tem passado cada vez mais rápido e mesmo com os efeitos do Xeloda, o Dr. João me disse que estou indo muito bem. Inicio o 6º ciclo hoje, faltam só mais 2!!!

Os últimos dias têm sido relativamente tranquilos em relação ao Xeloda. Por um lado, não tenho tido tantos enjoos porque me previno com o Vonau, por outro lado, as minhas unhas e minhas cutículas estão bem sensíveis, as unhas dos meus pés em especial estão ameaçando cair e estão meio manchadas, mas ando pintando de preto e dá para disfarçar bem, a palma das mãos e dos pés também estão mais sensíveis e a pele deu uma escurecida, mas procuro hidratar sempre com Cetaphil e evito ter contato com produtos abrasivos.

As dicas que eu dou para você que está tomando o Xeloda:

  • Unhas escuras e sensíveis? Evite sapatos fechados e apertados, evite contato com produtos abrasivos e procure usar hidratantes potentes. E de quebra, se você for mulher e vaidosa como eu, pinte as unhas com cores escuras para disfarçar.
  • Enjoos? Se hidrate bastante e procure saber com o seu oncologista o que você pode tomar para amenizar esses enjoos.
  • Além disso tudo, acho prudente ter uma dieta equilibrada e saudável, afinal, não deixa de ser uma quimioterapia e o nosso corpo precisa estar em equilíbrio.

Às vezes fico um pouco de saco cheio porque tem horário para tomar o Xeloda, não posso beber ou comer nada meia hora antes e meia hora depois, tenho muito cuidado para fazer tudo certinho. Só que assim, não é nada impossível, mas é um compromisso que tenho com esse medicamento e dá para conviver bem. O que me conforta é que é passageiro e eu sei que é para o meu bem. Graças a Deus eu tenho o privilégio de ter acesso ao medicamento, pois vejo muitos pacientes que precisam recorrer à justiça para consegui-lo. Então não há porque reclamar e só a agradecer. 

Beijos,

Bel ❤️