Vamos falar de gratidão?

     Hoje eu decidi vir falar de gratidão. Essa palavra tão simples, com 8 letrinhas apenas, mas que tem tanto significado e que ultimamente tem feito tanto sentido na minha vida. Antes de passar por esse turbilhão de coisas eu vejo que eu não era nada grata, que Deus me perdoe. Eu reclamava de situações pequenas e que me tiravam do sério, não tinha muita tolerância e qualquer coisinha era sinônimo de muita dor de cabeça.

      Talvez esteja na essência do ser humano ser insatisfeito e reclamar de tudo, mas isso não é certo. O nosso erro é querer sempre mais do que temos e acharmos que a grama do vizinho é sempre mais verde. Aprendi e entendi nesse último ano que devemos ver o lado bom de tudo e a vida pode sim ser mais leve, isso depende apenas de nós mesmos.

    Graças a Deus eu tenho tido a oportunidade de conviver com realidades totalmente opostas à minha, isso tem me feito refletir o quanto sou privilegiada e o quanto eu devo ser grata. Esse choque de realidade tem me feito ser uma pessoa extremamente agradecida pela vida que tenho. Que bom que a minha percepção mudou e que bom que eu consigo enxergar a vida de outra forma.

     Hoje eu quero agradecer. Agradecer por ter pais maravilhosos e por ter como mãe uma mulher excepcional, agradecer por ter pessoas que me amam e me apoiam ao meu lado, agradecer por ter um lar, agradecer por ter saúde, agradecer por ter uma boa assistência médica, agradecer por ter a oportunidade de ter acesso à uma boa educação, agradecer por acordar e respirar, agradecer por simplesmente ter motivos para agradecer! Deus tem sido muito bom comigo, hoje me sinto uma pessoa mais leve, mais tranquila e muito mais paciente. Foram os aprendizados que adquiri nesse último ano, mas não fique aí pensando que tudo isso veio de graça, teve um preço alto e esse preço foi o câncer, mas vejo tudo isso com muita parcimônia e apenas aceito e agradeço.

      Ser uma pessoa grata – ao meu ver – não quer dizer que sua vida é perfeita,  que você não enfrenta problemas ou dificuldades, mas sim que você tem a capacidade de ver o lado bom de tudo, de extrair aprendizados, de ser resiliente, de buscar e encontrar felicidade e principalmente de que você é uma pessoa capaz. Tudo o que sentimos depende de nós mesmos e as coisas da nossa vida tem o tamanho da importância que atribuímos a elas. Nós somos responsáveis pelo que sentimos. Então vamos aceitar e agradecer.

    Você já foi grato hoje?

Beijos,

Bel ❤️