Relato: primeiros meses de experiência com o Verzenios (Abemaciclibe)

Iniciei o Verzenios em agosto de 2020. Fui informada dos efeitos colaterais mais comuns da medicação, tais como: dores/cólicas abdominais, enjoo, diarreia, alopecia (não a ponto de ficar careca) e queda na imunidade, bem como sobre o cuidado com a alimentação, a evitar alimentos gordurosos, leite e derivados de leite, toranja e derivados, pois interage com a medicação, de acordo com a própria bula. 

A dose de eficácia do Verzenios é de 2cp de 150mg por dia e é o que tomo: 1 cp de 150mg de pela manhã e 1 cp de 150mg de Verzenios + 1cp de Arimidex (Anastrozol) à noite. Devo ingerir esses comprimidos com um copo cheio de água. Além disso, nos 4 ou 5 primeiros meses fiz exames de sangue e consultas semanais/quinzenais, depois espaçamos para exames de sangue e consultas mensais.

Nos primeiros dois meses senti dores e cólicas abdominais fortes. Senti cólicas intensas que depois de 3 min iam embora, como também senti dores do nível de me jogar no chão ou na cama para encontrar uma posição confortável. Houve episódios em que a dor era tanta que eu chegava a vomitar e, por várias vezes eu despertei do meu sono por conta de dor e o que trazia conforto era um bom banho quente. O Dr. João me receitou vários remédios para dor e às vezes esses remédios funcionavam, muitas vezes não adiantavam. Por meses eu só conseguia passar um dia inteiro “bem” após um combo de medicamentos para proteger o estômago e também contra as dores e os enjoos.

No início eu não entendia o motivo e muito menos qual era o gatilho para essas crises. O Dr. João me disse que os 2 primeiros meses eram de adaptação, mas eu já havia passado por esse período e continuava com crises. Eu sempre me alimentei de forma balanceada, mas ao longo dos meses com o Verzenios eu fui percebendo que a minha ‘boa alimentação’ já não bastava. 

Fiz várias tentativas de ajustes na alimentação, de início eu consultei uma nutricionista e não deu muito certo, meses depois fiz outra tentativa, consultei outra nutricionista e finalmente conseguimos juntas um bom ajuste na alimentação (finalmente ♡), o que me proporciona dias melhores e praticamente sem dor. Inclusive, estou em acompanhamento com ela há alguns meses e sou muito grata, pois com a ajuda dela pude perceber o quanto uma boa alimentação é fator chave para a adaptação com a medicação! Graças a esse acompanhamento de pertinho eu estou bem e, consequentemente tenho mais qualidade de vida!

Aliado a esses transtornos e talvez como consequência deles, minha imunidade caiu e tem oscilado nos últimos 7 meses. Perdi pelo menos 5kg, tenho ficado mal-humorada frequentemente, meu cabelo também tem caído de forma considerável, minhas unhas descamam e quebram o tempo todo, minha pele não está legal e eu me sinto cansada com frequência.

A vigilância e a disciplina são diárias na minha vida, sinto que literalmente mato um leão por dia. Aprendo todos os dias um pouco mais sobre mim. Eu não sei quando e nem que horas vou sentir dor e acaba que me sinto refém de mim mesma nesse aspecto, complicado. Porém, as crises de dor têm diminuído consideravelmente, acho que estamos nos adaptando, eu e o Verzenios.

Com amor,

Bel 🦋💜

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s