A vida na Sobrevida

Depois de um evento traumático como o câncer o termo Sobrevida chega ao nosso cotidiano. A Sobrevida nada mais é do que a vida ALÉM do tratamento. A nossa única certeza é a de que um dia não estaremos mais aqui, mas esse dia só a Deus pertence. E é exatamente por isso que a atitude mais inteligente que podemos tomar é vivermos o agora.

Eu pude entender e sentir na minha própria pele o quanto somos frágeis e vulneráveis. Por outro lado, também pude descobrir uma força dentro de mim jamais vista e de sentir o gosto da vitória e da superação, mas não é todo mundo que segue por essa estrada. Durante a minha caminhada acabo conhecendo muitas pessoas que passam ou que passaram pelo câncer.

Recentemente uma pessoa que eu tinha grande apreço e que conheci durante o meu tratamento acabou falecendo. Foi muito doloroso e nada fácil, mas eu tenho a certeza de que todos que passam por nossas vidas acabam deixando um pouco de si em nós. E apesar da pouca convivência, essa pessoa me deixou uma grande bagagem de aprendizado com um imenso exemplo de fé, perseverança e de muita força para eu sempre seguir em frente. Por isso mesmo, eu sei que nada é em vão, pois Deus é perfeito até nos pequenos detalhes.

Após enfrentar tantos desafios eu passei a enxergar a vida com outros olhos. Problemas que antes eu achava o fim do mundo acabaram tornando-se pequenos demais diante de um câncer que vivenciei,  comecei a valorizar muitas situações, atitudes e pequenos momentos que antes eu deixava passar batido… E se antes as minhas maiores ambições e aspirações fossem em torno de minha vida profissional, atualmente, a minha maior aspiração é ter saúde para viver pelo menos mais uns 60 anos.

Eu lutei tanto para viver e por isso mesmo sinto que minha vida é um dos meus bens mais preciosos. Sendo assim, na minha sobrevida o que eu mais quero é ter saúde em abundância, viver o presente, falar sobre coisas boas, ajudar quem precisa com a minha experiência, realizar os meus sonhos e seguir com muita positividade. Desejo que as conversas sobre morte e assuntos mórbidos não façam parte da minha vida e fiquem para trás. Acredito muito no fato de que somos como um ímã e que atraímos aquilo que emitimos, por isso procuro emitir só coisas boas.

Beijos,

Bel ❤️

Compre um cropped e doe um lenço!

Com a chegada do Outubro Rosa a Verena Furtado (minha amiga) desenvolveu para a marca dela (@usecoeli) uma linha de croppeds na cor pink pensando em uma forma especial de conscientizar sobre a importância desse mês!

Especialmente para OUTUBRO cada top pink vendido pela Coeli, será doado um lenço para pacientes em tratamento oncológico, juntamente com o Banco de Lenços da Bel  – para quem não sabe eu arrecado lenços para doar para pacientes em tratamento oncológico – que posteriormente serão levados para mulheres que encontram-se em tratamento no HUB.

Para comprar o cropped é só entrar em contato com a Verena Furtado pelo Instagram da Coeli.

São três lindos modelos!!!

Eu já adquiri os meus! E você?

Beijos,

Bel 💕

Uma nova fase: iniciando o Tamoxifeno

minha 1ª caixa de tamoxifeno

Hoje inicio uma nova fase na minha jornada. Finalmente iniciarei o famoso Tamoxifeno, também conhecido como terapia hormonal. O Tamoxifeno irá ser meu companheiro e eu tomarei um comprimido por dia, TODOS os dias por 10 anos. É muito tempo tomando esse remédio? É, mas estudos comprovam a importância e a eficácia desse medicamento.

E está tudo bem, sabe?! É algo que só vai me ajudar. Além disso, o Dr. João me disse que eu nunca vou ter alta e que eu vou ter que me acostumar com ele porque ele será meu médico até ficar velhinho. rs Já estou ciente de que: uma vez paciente oncológica, para sempre paciente oncológica.

O que eu sei é que esse medicamento é indicado para pacientes que tiveram ca de mama receptor hormonal positivo (foi o meu caso) e também sei que ele é extremamente eficaz e super importante, pois diminui o risco de recidiva (= o risco da doença retornar).

                              Segundo o Oncoguia:

“Este medicamento bloqueia os receptores de estrogênio nas células do câncer de mama. Isso impede o estrogênio de se unir às células cancerosas que as faz crescer e se dividir. Enquanto o tamoxifeno age como um antiestrogênio nas células da mama, ele age como estrogênio em outros órgãos, como útero e ossos. Por isso é denominado modulador seletivo do receptor de estrogênio (SERM).

Para mulheres com câncer de mama receptor hormonal positivo tratadas com cirurgia, o tamoxifeno pode diminuir as chances de recidiva e aumentar a sobrevida. Também pode reduzir o risco de um novo câncer na outra mama. O tamoxifeno pode ser iniciado após a cirurgia (terapia adjuvante) ou antes da cirurgia (terapia neoadjuvante) e geralmente é administrado por 5 a 10 anos. Para câncer de mama em estágio inicial, é usado principalmente em mulheres que ainda não chegaram à menopausa.”

Fiquei muito feliz em chegar até aqui! Eu sei que existem sim alguns efeitos colaterais, mas só de saber que ele vai me ajudar a nunca mais ficar doente eu já fico super satisfeita. E gente, vamos combinar uma coisa… O que é tomar um comprimido todo dia para uma pessoa que já passou por tanta coisa?! Nada, né? Tirarei de letra.

Beijos,

Bel ❤️