Xeloda, 4º ciclo, efeitos colaterais

 

Continuo com a quimioterapia oral (Xeloda), terminei o 3º ciclo e estou indo para o 4º ciclo. Minhas mãos estão bem ressecadas, embora eu as hidrate sempre, além disso, elas deram uma leve escurecida (na palma e nas cutículas) e começaram a surgir manchas nos dedos das mãos e dos pés. O meu lema continua o mesmo: paciência, pois sei que é passageiro.  Minhas unhas antes do câncer eram fracas e quebradiças, durante o câncer ficaram manchadas e quebradiças e agora pós câncer estão fortalecidas e bem maiores.

IMG_1944

Se no início de Janeiro eu estava super inchada, com 18kg a mais na balança e tinha apenas uns fiapos de cabelo e absolutamente nada de cílios ou sobrancelhas, hoje já estou desinchada (não sei se completamente) e também tenho muito cabelo  (para quem não tinha nada… considero muito), eles até estão me dando um belo de um trabalho para ficarem arrumadinhos e no lugar! Rs

O que eu quero dizer com essas fotos é que tudo passa, tudo passa mesmo, é tudo passageiro. Se você estiver passando pelo câncer ou conheça alguém que esteja passando por esse momento, não se desespera não!!! Volta tudo para o seu devido lugar, os cabelos crescem com mais força, as unhas também e nós nos descobrimos mais fortes (seja emocionalmente, seja fisicamente, embora tenhamos algumas sequelas pós qt) e mais belos, tanto por dentro, quanto por fora. Em hipótese alguma eu cortaria ou rasparia meus cabelos, mas aceitei tudo isso e tenho vivido cada fase com bastante aceitação e serenidade, pois sei que foi o que Deus reservou para minha vida. Aos poucos tenho saído de casa e tenho voltado à minha vida social no ritmo que percebo que é saudável.

estou desinchando e o meu cabelo deu o ar da graça! 🙂

… e há mesmo!!!

Beijos,

Bel ❤️

Cuidados pós esvaziamento axilar

Depois de quase 2 meses da mastectomia e de todo aquele processo longo e angustiante, estou completamente cicatrizada, satisfeita com o tamanho das mamas e com o formato delas (que eu escolhi juntamente com a Dra. Marcela). O tempo é realmente o senhor de todas as coisas. No início fiquei triste, angustiada, agoniada e achando tudo feio e hoje, depois de meses, já estou tranquila e esperando a segunda fase da cirurgia que será feita só depois que eu terminar  o Xeloda.

A minha mastectomia foi feita juntamente com o esvaziamento da axila esquerda e retirada do linfonodo sentinela na axila direita. Meus movimentos estão excelentes, dou esse crédito ao Dr. João que foi super cuidadoso na minha cirurgia e, também à minha fisioterapeuta Raquel que me reabilitou com sessões fisioterapia e drenagem. Os cuidados que devo ter com os meus braços são para o resto da vida.

Captura de Tela 2018-04-24 às 20.29.58
        Fonte: Inca

Se você não sabe nada sobre câncer e não tem contato com esse mundo, na certa deve estar se perguntando o motivo desse cuidado todo… Bom, caso eu não me cuide e sofra alguma queimadura, me corte, carregue peso e etc, eu posso desenvolver linfedema. O linfedema é um acúmulo de líquido no braço gerado por uma alteração na circulação linfática. Uma vez instalado, torna-se uma doença crônica. Eu sou extremamente cuidadosa e não quero nem saber de mais um problema na minha vida!

Sendo assim, percebi que se eu digitar em excesso, sinto dores nos braços, por isso, procuro realizar minhas atividades sempre nos meus limites e não mais que isso. Evito escrever (sou canhota e o esvaziamento foi do lado esquerdo), apenas escrevo o estritamente necessário (até troquei meus cadernos pelo meu notebook), não pego peso, não tiro sangue e não afiro a pressão no braço esquerdo, fico ligada para não me queimar ou me cortar e também não faço força com meus braços. Não vou negligenciar minha saúde, por isso sou cuidadosa nesse quesito.

Antes eu era super acostumada a estudar fazendo resumos imensos, agora eu tenho que me virar para fixar os conteúdos com outros métodos, enquanto isso fico testando novas formas de estudar. Uma hora chego lá… Preciso realizar uma atividade física logo, mas ainda estou enrolando porque não me sinto disposta para isso e também morro de medo de lesionar meus braços, preciso preparar meu psicológico e me sentir bem para isso. Uma coisa de cada vez, de pouquinho em pouquinho eu me readapto à minha nova vida.

Beijos,

Bel ❤️

Dias de Ansiedade

Eu não escolhi ter câncer, não acordei um belo dia e disse: hoje vou ter câncer, vou passar por várias sessões de quimioterapia, vou sofrer mudanças violentas no meu corpo, vou ter minha rotina e minhas atividades interrompidas e ainda passarei por uma mastectomia. Não, eu não escolhi. Eu também não pude ter controle sobre tudo o que eu passei, porque é uma doença que não depende total e exclusivamente de mim.

A única coisa que eu pude ter controle foi a minha postura diante da situação durante todo esse tempo. Eu tive duas opções: passar por um câncer de maneira negativa, chorando e me lamentando OU encarar o câncer de frente de maneira positiva, com fé, levando aprendizado de todos os momentos e confiando nos profissionais que estão ao meu lado. E eu escolhi a última opção, o que é claro para quem me acompanha, mas isso não quer dizer que eu não tenha tido os meus momentos de medo e de angústia.

Sexta-feira (02/02) irei passar pela cirurgia. A mastectomia não é uma cirurgia simples ou pequena, não é uma cirurgia estética também, o que me gera certa ansiedade já que está tão perto. Eu não tenho medo de passar pelo procedimento cirúrgico, eu confio de olhos fechados no Dr. João, ele é demais, é humano e muito competente. Também senti muita confiança na cirurgiã plástica, a Dra. Marcela, não poderia estar em mãos melhores. O que me deixa apreensiva é o que vem depois: o resultado e como vou reagir a ele, além do pós-operatório que me parece ser bem doloroso física e emocionalmente. Mas, visto que passei por tudo tão bem, darei o meu melhor para que seja assim em relação à cirurgia também.

Talvez eu demore um pouco para postar no blog novamente, pois não poderei levantar os braços, fazer esforço e movimentos bruscos por um tempo, mas assim que der, venho aqui e conto tudo.

Que Deus me proteja.

Beijos,

Bel ❤️