Recuperação da Mastectomia: um dia de cada vez

Todos os dias eu exercito a paciência porque a recuperação da mastectomia não é fácil, além disso, é um processo demorado que exige muita calma.  Eu imaginei que depois de quase 40 dias de cirurgia eu já estivesse me sentindo muito bem… Mas não é bem assim, o processo de cicatrização tem sido muito lento e eu ainda não me sinto a Isabel que eu era antes de ter tido câncer (pelo menos no quesito disposição). A Isabel de antes tinha energia, tinha disposição de sobra e conseguia se levantar ou se deitar sem reclamar de dores nas pernas e no tornozelo. Acho que ainda deve ter resquícios de quimioterapia em mim, porque não pode ser normal a forma que tenho me sentido nos últimos dias. Me sinto enferrujada, não vejo a hora de ser liberada para praticar uma atividade física e me sentir com a idade que eu realmente tenho.

Quanto aos movimentos dos meus braços, sinto que eles estão ótimos. A fisioterapia me ajudou demais, ainda sinto um pouco de dormência e, vez ou outra, sinto pontadas nos braços e nas mamas, mas a médica e a fisioterapeuta me disseram que isso é bom, quer dizer que a sensibilidade está voltando.

Bom, o que eu preciso é que o local da cirurgia cicatrize logo para que eu continue o resto do tratamento. A minha radioterapia foi substituída por quimioterapia oral. Eu ainda não sei bem os detalhes, só saberei de tudo certinho quando eu estiver recuperada dessa mastectomia. O Dr. João disse que só posso começar essa quimio oral depois disso, então estou aqui aguardando. Como sempre.

A máxima dos meus dias têm sido: paciência. É isso, um dia de cada vez.

8e6f4a89d51cd103f5375ab7817b8364

Beijos,

Bel ❤️

Depois da Mastectomia…

Hoje tem exatamente um mês que eu passei pela mastectomia.

A mastectomia pode ser associada ou não à retirada dos gânglios linfáticos (esvaziamento axilar), isso depende de cada caso. No meu caso, como havia o comprometimento dos linfonodos do lado esquerdo, o procedimento foi associado ao esvaziamento axilar do lado esquerdo e retirada do linfonodo sentinela do lado direito.

Por conta do esvaziamento axilar os meus movimentos ficaram bem limitados inicialmente, além disso, eu sentia dor e dormência nos braços. A cirurgiã plástica prescreveu sessões de fisioterapia e de drenagem linfática. Comecei a fazer fisioterapia e drenagem com a Raquel Rosa, uma profissional que é especializada e capacitada para lidar com pacientes que tiveram câncer de mama.

Graças à competência e ao trabalho dela, tenho me recuperado bem, estou conseguindo me movimentar, minhas dores minimizaram muito e, também, minhas mamas já possuem uma forma que quase me agrada. A Raquel tem muito cuidado comigo, e eu vejo que ela ama o que faz. O meu coração se enche de amor e de alegria porque eu tenho o privilégio de cruzar com profissionais maravilhosos e excelentes como ela.

Três semanas atrás eu estava muito insatisfeita, estava me achando amassada e estranha, hoje eu já lido melhor com isso. Tive que esperar e tudo está se ajeitando. Os pontos estão dando um pouco de trabalho para cicatrizar, abriram duas vezes e a médica os refez nessas duas vezes, na terceira ela considerou uma nova abordagem e por isso eles estão agora com uma medicação e cobertos por gaze + esparadrapo. Quando abriram a primeira vez entrei em desespero, mas o Dr. João e a Dra. Marcela me explicaram que isso acontece em 20% dos casos. Essa fase do tratamento é MUITO delicada, é necessário ter muita paciência e a cabeça no lugar para enfrentar essa nova aparência – que é passageira, pois falta a segunda parte da cirurgia – e as possíveis intercorrências no meio do caminho.

Já disse aqui várias vezes e vou dizer de novo: não, não é fácil. Este tem sido o momento que me sinto mais frágil, ansiosa e emotiva. Já chorei, já me desesperei, mas agora já estou mais tranquila. Me sinto até culpada por ter me desesperado no início porque foi avisado 300 vezes que resultado inicial é inicial e não final. Agora eu tenho que me recuperar completamente para os próximos passos.

projetoalmofada

A fisioterapeuta me presenteou com essa almofada fofa e super comportável que além de tudo é super útil, pois me ajudou bastante aliviando o incômodo do pós-cirúrgico.

Achei válido colocar o cartãozinho do projeto (veio junto com a almofada), achei lindo e super nobre o propósito! Por mais pessoas assim no mundo! 

Beijos,

Bel ❤️

Dias de Ansiedade

Eu não escolhi ter câncer, não acordei um belo dia e disse: hoje vou ter câncer, vou passar por várias sessões de quimioterapia, vou sofrer mudanças violentas no meu corpo, vou ter minha rotina e minhas atividades interrompidas e ainda passarei por uma mastectomia. Não, eu não escolhi. Eu também não pude ter controle sobre tudo o que eu passei, porque é uma doença que não depende total e exclusivamente de mim.

A única coisa que eu pude ter controle foi a minha postura diante da situação durante todo esse tempo. Eu tive duas opções: passar por um câncer de maneira negativa, chorando e me lamentando OU encarar o câncer de frente de maneira positiva, com fé, levando aprendizado de todos os momentos e confiando nos profissionais que estão ao meu lado. E eu escolhi a última opção, o que é claro para quem me acompanha, mas isso não quer dizer que eu não tenha tido os meus momentos de medo e de angústia.

Sexta-feira (02/02) irei passar pela cirurgia. A mastectomia não é uma cirurgia simples ou pequena, não é uma cirurgia estética também, o que me gera certa ansiedade já que está tão perto. Eu não tenho medo de passar pelo procedimento cirúrgico, eu confio de olhos fechados no Dr. João, ele é demais, é humano e muito competente. Também senti muita confiança na cirurgiã plástica, a Dra. Marcela, não poderia estar em mãos melhores. O que me deixa apreensiva é o que vem depois: o resultado e como vou reagir a ele, além do pós-operatório que me parece ser bem doloroso física e emocionalmente. Mas, visto que passei por tudo tão bem, darei o meu melhor para que seja assim em relação à cirurgia também.

Talvez eu demore um pouco para postar no blog novamente, pois não poderei levantar os braços, fazer esforço e movimentos bruscos por um tempo, mas assim que der, venho aqui e conto tudo.

Que Deus me proteja.

Beijos,

Bel ❤️